Clicky

Buscar
X

Blog da Usa

Ser Mulher

Três mulheres reais: três histórias mágicas com o Natal

Por Usaflex 03/12/2021

O Natal é uma época memorável, repleta de alegria e boas histórias. Pensando nisso, a Usaflex decidiu valorizar esses relatos incríveis e convidou três mulheres reais, com histórias mágicas relacionadas à data. Elas vão estrelar a nossa campanha de divulgação da coleção de Natal 2021, e compartilhar um pouco da conexão que carregam com o dia 25 de dezembro. Conheça e inspire-se pelas histórias destas verdadeiras representantes do espírito do Natal.

Natalina de carteirinha

Eu sou a Barbara, mas tenho inúmeros apelidos. Na família me chamam de Baia desde que eu nasci; os amigos me conhecem por Babih e no trabalho sou Bizão (um diminutivo de Babizão). Sou uma natalina de carteirinha, nascida em plena noite de natal. 

Meus irmãos contam que quando eu nasci minha mãe chegou em casa, comigo no colo, dizendo que aquele era o presente enviado para nossa família e, desde aquele dia, os natais foram mais animados e festivos. Lembro que sempre tinha arroz com passas, pavê, farofa – mas também bolo de festa, brigadeiro e muitos presentes. Sobretudo, tinha, e tem, muito amor nessa data. Além de um recomeço, ela significa esperança e união para mim. Todos aqueles que me são caros estão ao meu lado e os amigos sempre dão um jeitinho de vir me ver e trazer o que sobrou da ceia deliciosa. 

Amo o Natal e amo mais ainda celebrar um novo ciclo. E, nos últimos anos, ganhei mais um presente: ter uma filha pertinho da data. Minha Cleo nasceu com antecedência e, depois de sua chegada, os Natais ganharam ainda mais cor e alegria.

Eu me sinto especial em celebrar essa campanha de Natal da Usaflex. É uma maneira muito inspiradora de completar mais um ciclo de vida e de ressignificar minha história a cada ano. Além disso, é uma homenagem a minha mãe que foi extremamente generosa em me receber em seus braços em uma noite de Natal, me dando amor, acolhimento, força e inspiração.

Vai ter Mamãe Noel Negra, sim!

Meu nome é Verônica Bonfim, sou artista, consultora e professora na área socioambiental. O Natal sempre teve um significado muito bonito para mim, por reu- nir as famílias e espalhar amor e luz no mundo. Agora, ele é ainda mais especial, pois fui convidada, no ano passado, para interpretar uma Mamãe Noel no Projeto Liga do Natal: um espetáculo teatral itinerante que, com a pandemia, virou uma série audiovisual de muito sucesso. Para mim, ser a primeira Mamãe Noel Negra do audiovisual é uma honra e alegria imensas!

A Professora Ângela Davis [filósofa estadunidense e ícone da luta pelos direitos civis] nos diz que “quando uma mulher negra se movimenta, toda a estrutura da sociedade se movimenta com ela”. Então, é sobre isso. É sobre representatividade! Uma mulher negra, que integra uma aventura de Natal ao lado do Papai Noel, e não apenas como uma mulher subserviente e obediente ao marido.

É muito importante refletirmos que, em um país onde mais de 54% da população é declaradamente negra e que um jovem negro é assassinado a cada 23 minutos, as pessoas negras devem narrar e protagonizar suas histórias, ocupando todos os espaços. Que as histórias de Natal possam seguir inspirando povos no mundo inteiro, trazendo essa reflexão sobre inclusão e valorização da nossa pluralidade! 

Adoçando o Natal com trabalho e renda

Meu nome é Simone Reis, sou professora de confeitaria artística e artesanal, empresária da educação e youtuber. O Natal é, sem dúvida, a data mais cheia de brilho e encanto do ano. Minha relação com ela se estreitou muito a partir do momento em que comecei a fazer doces com tema natalino sob encomenda, há mais de 13 anos. 

Comecei a fazer doces para aliviar o stress; detalhe: até os 30 e poucos anos eu não sabia nem bater um merengue… Despretensiosamente comecei a fazer cupcakes e postar as fotos em uma rede social. Hoje, compartiho meus conhecimentos em um canal no Youtube, onde tenho vídeos semanais de tutoriais, dicas e receitas de confeitaria.

Quando se aproxima o Natal, tenho a maior satisfação de gravar os tutoriais de doces decorados, pois sei que é nessa época que minhas alunas mais vendem. Então, não são só tutoriais de doces natalinos, são uma fonte de renda para muitas famílias, o que me deixa orgulhosa demais. Com a sensação de que estou fazendo a minha parte no mundo! 

Poder contar um pouco da minha doce história é muito gratificante. Espero que esse exemplo de luta e compartilhamento de conhecimento sirva de incentivo para que outras mulheres possam, também, fazer o que lhes fazem bem. Porque é isso que eu sinto hoje, me sinto bem! E isso não tem preço.

Fique por dentro

Inscreva-se e seja o primeiro a saber sobre
as novidades, promoções e muito mais!

Cadastrado com sucesso!