Clicky

Buscar
X

Blog da Usa

Ser Mulher

5 mulheres que transformaram o mundo

Por Usaflex 10/04/2021
Malala Yousafzai, ativista paquistanesa. Foi a pessoa mais nova a ser laureada com um prêmio Nobel.
Malala Yousafzai, ativista paquistanesa. Foi a pessoa mais nova a ser laureada com um prêmio Nobel.

Que tal conhecer 5 mulheres que transformaram o mundo? A partir de seus exemplos, elas são, até hoje, inspirações de liberdade. A Usaflex tem como ideal motivar as mulheres de todo o mundo a buscarem pelo direito de serem livres! Inspire-se por estes exemplos.

Há muitas formas de transformar o mundo. Uma delas é através da luta diária por direitos básicos, como respeito, igualdade e reconhecimento. Outra forma – a percorrida pelas mulheres que falaremos hoje – foi se destacando em áreas dominadas historicamente pelos homens. Continue lendo e inspire-se pelo exemplo destas grandes mulheres que transformaram o mundo.

Talento feminino em diversas áreas

O trabalho realizado por algumas mulheres têm impacto em todas as áreas do conhecimento: na literatura, nas ciências, na saúde, na política, na tecnologia e onde mais for possível. Suas contribuições atravessaram gerações e hoje fazem com que sejam grandes referências pela contribuição ímpar de suas conquistas. Vamos conhecer estas 5 mulheres que transformaram o mundo!

1 – Marie Curie

Marie Curie

Marie Curie foi uma física e química polonesa que conduziu pesquisas pioneiras sobre radioatividade. Ela foi a primeira mulher a ganhar o Prêmio Nobel, sendo também a primeira pessoa, e a única mulher, a ganhá-lo duas vezes. 

Marie Curie é, provavelmente, a personalidade mais lembrada quando o assunto são mulheres que mudaram o mundo. Isso porque seu trabalho floresceu em uma época em que a ciência era dominada pelos homens. A dedicação às pesquisas acabou, no entanto, lhe custando a vida. A exposição à radiação fez com que ela desenvolvesse uma leucemia, que a matou aos 66 anos de idade.

2 – Tarsila do Amaral

Abaporu, pintura de Tarsila do Amaral

Provavelmente você se lembra do Abaporu, uma pintura modernista que mostra uma figura de proporções distorcidas e abstratas. Mas e a mulher por traz deste quadro. Você conhece? Ela é a paulista Tarsila do Amaral, considerada internacionalmente como uma das mais importantes artistas modernistas da história. 

Tarsila do Amaral

A artista rompeu completamente com o conservadorismo. Sua obra trouxe uma profusão de formas e cores assimiladas durante uma viagem pelo estado de Minas Gerais com seus amigos modernistas. Tarsila também é lembrada por suas críticas sociais que culminam com a obra, “Operários”, onde sua criação denuncia a situação dos trabalhadores brasileiros.

3 – Malala Yousafzai

Malala Yousafzai

Nascida no Paquistão em meio a um ambiente teocrático totalitário, Malala foi a pessoa mais jovem a ganhar um Prêmio Nobel. Ela lutou bravamente pelos direitos das mulheres à educação. Isso após ser atinginda, dentro de uma van escolar, por tiros de membros do movimento fundamentalista talibã, que condena a educação às mulheres. 

Sua história fez com que o enviado especial das Nações Unidas para a educação global, Gordon Brown, lançasse uma petição com o slogan I am Malala (“Eu sou Malala“). Sendo assim, o movimento exigia que todas as crianças do mundo estivessem inscritas em escolas até ao fim de 2015. A iniciativa impulsionou a retificação da primeira lei de direito à educação no Paquistão.

4 Katherine Johnson

Katherine Johnson

Possibilitar a ida do homem à lua era uma missão majoritariamente masculina na decada de 50. No entanto, sem a contribuição de uma mulher preta essa conquista poderia nunca ter sido alcançada. Katherine Johnson foi uma matemática e física que liderou um departamento feminino de cálculos matemáticos. Conhecidas como “computadoras de cor”, Katherine e as outras mulheres pretas da divisão eram sujeitadas à segregação, trabalhando, comendo e usando banheiros separados de seus colegas brancos.

O impacto de seu legado, no entanto, a fez uma pioneira para a ciência espacial e computação lhe rendendo diversas honrarias e medalhas. Além disso, ela serviu como modelo para outras estudantes. Sua história é narrada no filme Estrelas Além do Tempo, lançado no ano de 2016.

5 – Chiquinha Gonzaga

Chiquinha Gonzaga

Mulheres fortes também se destacam no mundo da música. Um exemplo disso é a compositora, pianista e maestrina Chiquinha Gonzaga. Autora da famosa marchinha de carnaval “Ô abre alas que eu quero passar”, a musicista era filha de um militar com uma mulher mestiça e neta de uma escravizada. 

Conhecida pela personalidade e temperamentos fortes, Chiquinha casou-se com um homem oito anos mais velho do que ela, e com ele teve três filhos. Mas o casamento não deu certo, pois o marido não apoiava a sua vocação musical. Chiquinha então pediu divórcio, casou-se novamente e teve uma filha. Novamente o casamento não a fez feliz, mas Chiquinha conseguiu alcançar o destino que tanto queria: viveu da música, viajou pelo Brasil, compôs e lecionou como pianista.

Gostou de ler sobre a história de 5 mulheres que transformaram o mundo? Então compartilhe este conteúdo e inspire outras mulheres com estes exemplos de força e coragem.

Fique por dentro

Inscreva-se e seja o primeiro a saber sobre
as novidades, promoções e muito mais!

Cadastrado com sucesso!