Clicky

Buscar
X

Blog da Usa

Ser Mulher

Liberdade feminina: embaixadoras da linha Poofy mostram como combater preconceitos

Por Usaflex 09/08/2021
Embaixadoras da linha Poofy ensinam como vencer preconceitos e levar uma vida mais leve.
Embaixadoras da linha Poofy ensinam como vencer preconceitos e levar uma vida mais leve.

O que é liberdade para você? Bem, essa palavra pode ter significados diferentes para cada pessoa. Em um contexto mais filosófico, por exemplo, liberdade pode representar ser quem você é sem se preocupar com a opinião dos outros. Para muitas mulheres, esse substantivo feminino de nove letras também significa se aceitar e estar confortável com seu corpo e com suas escolhas. É aqui, neste ponto, que a moda torna-se um ato de liberdade. 

Quando escolhemos sair de casa com um sapato que gostamos (o belíssimo Poofy Tan, por exemplo), não só mostramos ao mundo nossa identidade, como também exercemos nossa liberdade. A liberdade de ser quem a gente é e usar o que a gente ama. Se você acha determinado calçado confortável, legal e ousado, use-o! Permita-se ser livre com a peça que quiser, sem ser prisioneira da opinião dos outros, exatamente como as maravilhosas embaixadoras da linha Poofy fazem. 

Antes de apresentá-las, porém, vamos te contar tudinho sobre essa linha linda que vai arrasar na primavera/verão. Confira!

Conheça a linha Poofy: confortável, colorida e libertadora

Você provavelmente já viu ou ouviu a sigla EVA em algum lugar, certo? Pois essas três letras são uma abreviação para Espuma Vinílica Acetinada. Como o nome sugere, o EVA é caracterizado por sua leveza e maciez. Mas, além dessas propriedades, o material também é flexível e possui componentes à prova d’água. Ou seja, o elemento perfeito para a fabricação de chinelos confortáveis.

Como se não bastasse todas essas características incríveis, o chinelo feito em EVA também é antiderrapante e possui maior durabilidade, quando comparado a outros materiais. Diante disso, fica fácil entender porque a linha Poofy, toda em EVA, encantou tanto nossas embaixadoras, né? Mas calma que não para por aí! O design também é outro aspecto que chama atenção.

Os chinelos super macios da linha foram desenvolvidos no modelo slide. Isso quer dizer que eles possuem uma tira mais grossa na horizontal, cobrindo o peito do pé. Por não ter uma tira que se encaixa entre os dedos, você pode usá-los com meia, por exemplo, na época de frio, ou arrasar com vestidos, saias e shorts no calor. 

Por serem assim tão divertidos, joviais, coloridos e fofos, algumas mulheres podem encarar certos preconceitos externos, como “será que não é colorido demais para você?” ou “você tem idade para usar?”. Mas nossas embaixadoras estão aí para provar que a liberdade feminina é maior e mais importante do que as imposições da sociedade. 

Embaixadoras Poofy

Para divulgar a linha Poofy, convidamos sete mulheres fortes, inteligentes, influencers,  criativas, divertidas e ousadas para serem nossas embaixadoras. O motivo para a escolha de cada uma é a identificação de seus trabalhos com a nossa marca. Você irá perceber que elas são diferentes, mas ao mesmo tempo possuem algo em comum: todas lutam pela liberdade feminina. 

Gi Girioli 

Mãe, designer de moda, empreendedora e ativista pela igualdade de gênero. Assim podemos descrever nossa primeira embaixadora, a Giovanna Girioli. Em suas redes sociais, ela transmite palavras importantes contra o machismo e o racismo, por exemplo, mas sua mensagem é também passada através do seu visual, porque a Gi acredita na moda como um meio de comunicação; como uma forma da gente se  expressar para o mundo. 

“A moda é uma ferramenta não verbal de auto expressão, onde através das roupas você mostra quem é você, do que você gosta e qual a sua luta. Quando uma mulher escolhe o look do dia ela está se expressando”, descreve Giovanna no seu site de roupas. 

E Giovanna se expressa muito bem através do seu visual. Ela tem um filho lindo e uma empresa de sucesso, mas nem por isso deixa de vestir suas roupas coloridas, joviais e divertidas. Muitas vezes a sociedade espera que mães e/ou mulheres de negócio vistam-se de determinada maneira, caso contrário “ninguém vai te levar a sério”. 

Porém, o que Giovanna mostra é que o modo como você se veste não interfere na sua capacidade de fazer as coisas bem. Você pode, sim, usar um chinelo Poofy colorido com um vestido florido e comandar uma empresa. Você é livre para usar um decote ou um shorts curtinho e isso não te torna uma mãe ruim. Muito pelo contrário, apenas mostra que você é uma mulher bem resolvida e confortável com seu próprio corpo. 

Joyce Kitamura 

Se você curte assistir vídeos de maquiagem na internet, com certeza já viu a Joyce por aí. Ela tem mais de 1,2 milhão de inscritos no Youtube e quase 660 mil seguidores no Instagram. Seu conteúdo é voltado para a beleza, mas também tem muita dica legal sobre viagem, moda e até comidinhas asiáticas. 

Conhecida por seu carisma e bom humor, Joyce traduz a sua alegria por meio do look e da maquiagem – assim como nossa embaixadora Giovanna.  Então é comum vê-la nas redes utilizando roupas bem coloridas, estampadas e até brilhantes. Apesar de ter passado da casa dos 30 anos, ela continua usando o que mais combina com a sua identidade. 

Isso desperta o preconceito de algumas pessoas, que acham que ela é “colorida demais”. Mas Joyce está aí para provar que não podemos viver presos no julgamento dos outros. Ela é uma blogueira colorida de sucesso, que resolveu ser livre e vestir-se do seu jeito. Não à toa o Poofy combina tanto com ela, pois ambos arrasam no colorido e na ousadia!

Lela Brandão

Lela também é artista e criadora de conteúdo na internet. Um dos assuntos mais tratados pela jovem nas suas redes é o feminismo. Dentre os vários tópicos que cercam este tema, um bastante defendido por Lela é a liberdade da mulher de escolher o que quer vestir, pois sabemos como a sociedade impõe padrões ao corpo e ao comportamento feminino. 

Sabemos que existe uma expectativa das pessoas para que as mulheres se vistam de determinada maneira. E não estamos nos referindo somente ao tamanho das roupas, mas também à cor e ao design das peças. Há, ainda, a crítica a mulher que não sai “arrumada”, com salto e maquiagem, por exemplo. Quando acontece, logo vem a pergunta “mas você vai sair desse jeito? O que vão pensar?”

Bem, esse tipo de julgamento e expectativa força muitas meninas, jovens e adultas a viverem aprisionadas a um modelo imposto. Portanto, usar uma roupa confortável, que não sacrifique o seu bem-estar, é uma forma de liberdade. É libertar-se dos padrões. Lela faz isso através do seu discurso. Ela prova que é possível, sim, manter a sua identidade, estar linda e elegante em trajes confortáveis. 

É exatamente por isso que ela é uma das embaixadoras da linha Poofy, pois acreditamos que as mulheres têm o direito de estar bem consigo e com seu look. Você pode usar um salto alto, um vestido apertado e uma maquiagem carregada se quiser, mas somente se quiser! Nos dias que não tiver afim, é totalmente normal colocar um chinelo confortável, uma saia longa plissada e uma camiseta básica. Existem várias formas de expressar a sua beleza e ser livre é uma delas.

Stephannie Silva 

Em sua bio no Instagram, Stephannie se descreve como “colorida, feliz, divertida. Crio com liberdade. Moda é diversão”. Essas palavras resumem bem o estilo dessa embaixadora e como ela combina com a linha Poofy. Afinal, nossos chinelos super confortáveis também são coloridos, divertidos e trazem felicidade. 

Inclusive, Stephannie teve a oportunidade de mostrar todo o seu talento e criatividade na Liveshow de lançamento Poofy. Ela personalizou alguns pares do calçado com desenhos lindos! E desmistificou a ideia de que adultos não podem usar peças despojadas, com cores vibrantes e design moderno. Todo mundo fica bem com tudo, basta se permitir experimentar. 

Avós da Razão 

Para fechar esse grupo esplêndido de embaixadoras, vamos apresentar três senhoras inspiradoras, que comandam um canal com mais de 73 mil inscritos no Youtube. Uma vez por semana, o trio solta um vídeo novo, abordando assuntos variados, como sexualidade, relacionamento, ansiedade, beleza e envelhecimento. Tudo sem filtro! 

Além de tratar de temas escolhidos, elas também mostram ousadia no visual. Não vá para o canal dessas três idosas pensando encontrar o estereótipo da vovó de saia, blusa e casaquinho de lã, não. Essas senhoras modernas esbanjam personalidade e carisma com seus cabelos coloridos, roupas estampadas e acessórios estilosos. 

Dona Helena, dona Sônia e dona Gilda estão aí, no mundão da internet, para provar a quem quiser ver, que idade não significa nada além de números. Você pode falar, ser e usar o que bem entender e tá tudo bem. Não existe essa de “look para jovem” ou “look para velho”. 

A moda é uma ferramenta de expressão, como diz a nossa embaixadora Giovanna, então você deve usar aquilo que melhor representa a sua identidade. Se você se sente jovial, divertida e estilosa, não tenha medo de representar tudo isso através da sua vestimenta, independente da sua idade. O que importa é ser você e não uma versão sua projetada pelos outros! 

Fique por dentro

Inscreva-se e seja o primeiro a saber sobre
as novidades, promoções e muito mais!

Cadastrado com sucesso!