Buscar
X

Blog da Usa

Ser Mulher

Para se inspirar! Veja 8 filmes com mulheres fortes

Por Usaflex 20/09/2021
Filmes com protagonistas femininas para se inspirar.
Filmes com protagonistas femininas para se inspirar.

Prepare a pipoca, o controle da TV e o seu coração, pois você vai querer ver essas dicas fantásticas de filmes com mulheres fortes, inspiradoras e poderosas. E não temos só longas com protagonista feminina, não! Também selecionamos obras protagonizadas e dirigidas por profissionais brilhantes. Confira!

Filmes com histórias reais 

Ao redor do mundo existem muitas mulheres extraordinárias que, infelizmente, não têm suas histórias contadas. Mas, através do cinema, podemos ter acesso a algumas narrativas lindas e reais para nos inspirar. Por isso, agora vamos te dar dicas de três filmes com mulheres fortes, inteligentes, determinadas e que fizeram a diferença. 

Erin Brockovich: uma mulher de talento (Netflix)

Esse belíssimo filme , estrelado por Julia Roberts, conta a história de uma mãe divorciada que está em busca de emprego. Ela consegue uma vaga em um escritório de advocacia e, mesmo não tendo formação acadêmica, consegue enfrentar os “peixes grandes” e ajudar famílias vítimas de uma injustiça.  

A protagonista feminina, Erin Brockovich, é um exemplo real de determinação, persistência, empoderamento e empatia. Sua história é uma prova da importância de se ouvir as mulheres e dar a elas condições para atuar de forma igualitária na sociedade. 

Estrelas além do tempo (Telecine)

“Estrelas além do tempo” é um longa que aborda vários assuntos, como racismo e desigualdade de gênero. A história se passa nos anos 60 e mostra os desafios reais que um grupo de cientistas negras enfrentou dentro da NASA. Vale lembrar que, à época, negros e brancos não podiam dividir os mesmo espaços nos Estados Unidos e isso incluia as dependências da Agência Espacial.

Portanto, este não é um filme só sobre ciência, é também um filme com mulheres fortes, empoderadas, inteligentes e lutadoras. Elas tiveram que batalhar contra todos os tipos de desigualdade para se tornarem heroínas durante a corrida espacial. 

O zoológico de Varsóvia (Youtube films)

Nos filmes sobre a Primeira e Segunda Guerra, raramente as mulheres têm destaque, apesar de muitas terem participado e sido vítimas dos conflitos. Em “O zoológico de Varsóvia”, porém, podemos ver como uma mulher arrisca a própria segurança para salvar animais e seres humanos na Polônia, após a invasão nazista. Mais que uma obra sobre guerra, esse é um filme sobre a superação feminina.

Filmes com diretoras mulheres

Ao longo dos anos vemos cada vez mais e mais mulheres representadas nas telonas, porém ainda são poucas as que contam as histórias. O número de cineastas femininas na direção de grandes filmes é, ainda, muito pequeno, mas as obras a seguir são uma prova do que elas podem fazer. Você não vai querer perder!

Mulher Maravilha (Youtube films)

A personagem da Mulher Maravilha, por si só, já é muito representativa, afinal, ela foi uma das primeiras super-heroínas dos quadrinhos. Mas, em 2017, essa representatividade tornou-se ainda mais importante quando a direção dos novos filmes da Mulher Maravilha foi entregue à diretora Patty Jenkins. Ou seja, esse é um daqueles filmes com mulheres fortes atrás e frente às câmeras. 

Para quem nunca assistiu aos desenhos, leu os quadrinhos ou viu a clássica série dos anos 70, a Mulher Maravilha é inspirada na mitologia das Amazonas. Diana, nome da super-heroína, nasceu e cresceu em  uma nação de mulheres guerreiras. Nenhum homem é permitido no local. Na história do cinema, Diana sai do seu país para salvar a humanidade. 

Que horas ela volta? (Globoplay)

Nem só de Hollywood vive o cinema mundial, não é mesmo? Aqui no Brasil também temos produções incríveis feitas por mulheres incríveis. Esse é o caso, por exemplo, do filme “Que horas ela volta?”, de Anna Muylaert. O longa não está aqui só pela diretora, mas também pela protagonista feminina.

A  narrativa é sobre uma mãe pernambucana, a Val, que se muda para São Paulo atrás de uma vida melhor para a filha. Após longos anos vivendo longe, Jéssica vai morar com a mãe para prestar o vestibular, mas ela tem que ficar na casa dos chefes de Val, que é empregada doméstica. Essa nova inquilina gera conflitos dentro da casa e levanta debates, entre o público, sobre a configuração da sociedade brasileira. 

37 segundos (Netflix)

Para finalizar essa lista de diretoras mulheres, temos o longa-metragem japonês “37 segundos”, de Hikari. O filme, lançado em 2020, tem uma protagonista feminina com paralisia cerebral, que deseja fazer sucesso como criadora de mangás. Mas, para conseguir criar uma boa história, ela embarca em uma jornada de aventuras e autoconhecimento. Podemos afirmar que este é um belo filme sobre superação feminina e empoderamento. Vale super a pena assistir! 

Filmes girl power 

O sorriso de Monalisa (Youtube films)

A educação é uma arma poderosa na luta contra a desigualdade, seja ela econômica, social ou de gênero. Sendo assim, a professora de História da Arte, Katherine Watson, interpretada por Julia Roberts, utiliza as suas aulas para ensinar suas alunas sobre a arte e sobre a vida. 

Em resumo, “O sorriso de Monalisa” é um filme sobre uma mulher determinada a libertar suas estudantes das imposições, preconceitos e expectativas da sociedade daquela época, mesmo que tenha que arriscar sua carreira por isso. Mas, nesse processo, Watson também aprende bastante sobre si e sobre suas discentes. 

Cleópatra (Star +)

Cleópatra é a figura feminina mais famosa da história e não é para menos, né? A primeira mulher Faraó foi extremamente inteligente, perspicaz e esperta, apesar de ser mais lembrada pela beleza e pelos casos amorosos com Júlio César e Marco Antônio. Seja como for, essa personagem intrigante sempre chamou atenção do público e, óbvio, dos cineastas. 

Não à toa, existem várias produções audiovisuais sobre a Rainha do Egito, mas a mais famosa é, sem dúvidas, a versão lançada em 1963. A protagonista feminina é interpretada  por ninguém mais ninguém menos que Elizabeth Taylor e conta com uma produção maravilhosa.  

Bônus: conheça a primeira cineasta da história 

Quando se fala sobre a história do cinema, os primeiros nomes que vêm à cabeça – ou nas páginas de pesquisa da internet – são os dos irmãos Lumière e do cineasta Méliès. De fato, estes senhores tiveram uma grande influência no desenvolvimento da sétima arte, porém não foram os únicos. Os livros deixam de fora a contribuição de Alice Guy para o cinema. 

Mas quem foi essa mulher tão importante? Bem, a francesa Alice Guy foi a primeira pessoa a explorar a narrativa, ou seja, ela viu no cinema a possibilidade de contar histórias fictícias. Até 1895, quando Guy produziu seu primeiro filme baseado em um conto de fadas, os filmes eram todos documentais. Ela, então, foi uma pioneira e poucos sabem disso.

Para quem se interessou pela vida dessa injustiçada cineasta, aqui vai uma dica extra, o documentário “Alice Guy Blaché: a história não contada da primeira cineasta do mundo” (Telecine), lançado em 2018, com narração da atriz norte-americana Jodie Foster.

Fique por dentro

Inscreva-se e seja o primeiro a saber sobre
as novidades, promoções e muito mais!

Cadastrado com sucesso!